FMM possui o maior programa de concertos de sempre

F_avenida_1_980_2500.jpg

De acordo com as declarações prestadas por Carlos Seixas – Programador do Festival Músicas do Mundo (FMM), à Agência Lusa, a edição deste ano possui “o maior programa de concertos de toda a história do festival”, tendo de facto existido “um esforço em dar o melhor da música” e de fazer representar “os grandes artistas do mundo”.

O aumento da quantidade de espectáculos programados significa um “reforço” do número de concertos nos primeiros dias do FMM, que começa na sexta-feira, na aldeia turística de Porto Covo, e continua, a partir de segunda-feira, em Sines.

A intenção não é “trazer mais gente”, mas sim “dar uma oferta maior às pessoas que nos visitam”, com “um festival mais rico”, esclareceu à Lusa Carlos Seixas, que considera ser “quase impossível crescer mais”, tendo em conta as características das localidades onde decorre e a capacidade de alojamento turístico disponível.

Na 19.ª edição, muitos são os músicos que “revisitam” o FMM, destacou Carlos Seixas, exemplificando com o iraniano Mohammad Reza Mortazavi, Waldemar Bastos (Angola), Fatoumata Diawara (Mali), Mercedes Péon (Espanha) e ainda os brasileiros Bixiga 70, que sobem ao palco com Orlando Julius (Nigéria).

Há também espaço no programa, como sempre, para estreias, como é o caso de Leyla McCalla (EUA), de Basel Rajoub Trio (Síria / Itália / Áustria), de Mike Love (Havai, EUA), de Bulldozer (Colômbia), de Mateo Kingman (Equador) ou ainda, entre outros, de Tulegur (Mongólia Interior, China).

“O festival também tem a componente de apresentar a um público específico, que já não é tão pequeno como isso, artistas que têm um percurso interessante na nova maneira de fazer a música, através da recolha e da própria transformação da tradição musical para os novos tempos”, disse Carlos Seixas à Lusa, explicando a “diversidade” do programa.

Para o programador, esta é uma das vertentes do “mote do festival”, que convida à “aventura”, com “espírito de descoberta”.

A aposta continua a ser fazer do FMM um palco de “identidade” e de “alegria”, mas também de “igualdade” e de “luta”, disse Carlos Seixas que faz questão de que o festival alentejano “promova a igualdade de circulação de artistas e de todas as geografias”.

“Temos também de dar oportunidade àqueles que não têm hipótese de se mostrar noutro tipo de eventos, temos essa componente de promover a igualdade independentemente da origem e da etnia de cada um dos artistas”, defendeu.

Os concertos começam, como é habitual, em português, com um espectáculo que junta no palco de Porto Covo o “mestre da guitarra portuguesa”, António Chainho, e o fadista André Baptista, ambos artistas naturais do litoral alentejano.

O FMM vai estar em Porto Covo até domingo, com 12 concertos de acesso gratuito, seguindo na segunda-feira para Sines, onde tem viagem marcada pelo mundo da música até 29 de julho, com mais 44 espetáculos divididos entre o Pátio das Artes, o Largo Poeta Bocage, o Centro de Artes de Sines, a avenida Vasco da Gama e o Castelo.

Noticias de Sines pela Agência Lusa

Sines vai ter de reduzir consumo de água

GZMI_vasodeaguasq.jpg

Sines é uma das quinze localidades região do Alentejo que irá ter de reduzir drasticamente o consumo urbano de água de modo imediato. A situação da bacia hidrográfica do Sado está num nível preocupante, derivada do período de secas. As regras de restrição obrigatórias passam por reduzir a rega dos jardins e hortas, proibição de encher piscinas e lavar carros, e encerramento de  fontes decorativas. As restantes localidades afectadas são: Alcácer do Sal, Aljustrel, Alvito, Ferreira do Alentejo, Grândola, Santiago do Cacém, Viana do Alentejo, Almodôvar, Castro Verde, Redondo, Alandroal, Arraiolos, Arronches e Borba. As Câmaras Municipais irão ter encontros com as autoridades do Ambiente para efectivar as medidas.

“Agora” | Espectáculo para Famílias

980_agora_1_980_2500.jpg

24 JUL, 11h00 @ Centro de Artes – Auditório. Para famílias.
Marcações @ Centro de Artes de Sines (Tel. 269 860 080).

Espectáculo criado por um grupo de crianças entre os 9 e os 13 anos que, num encontro semanal, deu os primeiros passos numa abordagem eclética entre dança e teatro, música, artes plásticas e filosofia. “O Passado já passou, o Futuro ainda não e o Presente é o espaço que não existe entre ambos. No entanto, o Presente é a única coisa que temos, o AGORA.” Em 2015, o Grupo 23: silêncio! apresentou o seu primeiro espectáculo no festival, “E se tudo fosse amarelo?”. Esta é a segunda vez que nos visita.

Concepção, coreografia e direcção-geral: Bruno Cochat
Cocriação: Sílvia Real e intérpretes
Produção: Real Pelágio/Grupo23:silêncio!
Coprodução: São Luiz Teatro Municipal
Coprodução secundária: Câmara Municipal de Sines
Apoios: EIRA; Centro Formação Artística/Teatro da Voz; Escola Voz do Operário/Graça
Projecto subsidiado por: Câmara Municipal de Lisboa

SIM aponta António Pincho como Candidato à Junta de Porto Covo

20155648_862388497251950_841835894676617382_n

O Movimento SIM – Sines Interessa Mais apresentou António Pincho como Candidato à Presidência da Junta de Freguesia de Porto Covo. As prioridades para o mandato incide na atracção de mais turismo ao longo do ano, uma maior limpeza urbana e a recuperação da estrada São Torpes – Porto Covo com uma rotunda na Samoqueira. Juntamente com António Pincho, apresentam-se Silvia Pereira ( Que já foi Candidata Independente à Presidência da Junta de Porto Covo pelo CDS-PP) e António Cruz ( Que também chegou a ser cabeça de lista para a Junta de Freguesia de Porto Covo pelo PSD).

Estrada S.Torpes/Porto Covo requalificada após o verão

images

O Presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas adiantou que a repavimentação da estrada entre São Torpes e Porto Covo, ( caminho municipal 1109 ) possui um orçamento de 300 mil euros que visam os 8 quilómetros da via. A obra irá ter cerca de 1 mês e meio de duração e irá iniciar-se no dia 1 de Setembro de modo a não afectar o fluxo de turistas. O autarca indicou que o processo ainda está em pré-resolução, sendo que quer dar o início mais rápido ao contrato e tratar de todas as formalidades necessárias. Contudo reconhece que embora haja melhoria nas condições, que o projecto seria ainda melhor se enquadrasse igualmente o alargamento da via, mas tal não irá acontecer devido as restrições legais devido ao facto da estrada está inserida no PNSACV – Parque Natural do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina.

Márcio Madeira renova com o Vasco da Gama

20031872_811353092360681_6739308169595610628_n.jpg

O Vasco da Gama anunciou a renovação de Márcio Madeira, que irá continuar ao serviço do clube da terra. Peça fundamental do xadrez de Vitor Madeira, a sua experiência e talento, ( Como comprova o facto de ser o melhor marcador da equipa por 3 temproadas consecutivas), é realçado igualmente o seu sentido colectivo e uma enorme crença e mística do que é ser e sentir o Vasco da Gama.