Porto de Sines encerra 2018 com mais um record na Carga Contentorizada

PR3_Porto_Sines.jpg

No ano de 2018 o Porto de Sines mantém a senda de crescimento na Carga Contentorizada, com o Terminal XXI a movimentar 1,75 milhões de TEU, correspondendo a uma variação homóloga de 5%. Com um total de 22 milhões de toneladas, a Carga Contentorizada regista um crescimento homólogo de 5,5%, reforçando o contributo do Terminal de Contentores – Terminal XXI para o total movimentado em porto, reforçando a primeira posição com uma quota de 46%. Já no que diz respeito ao volume global, por Sines passaram 47,9 milhões de toneladas, correspondendo a um decréscimo de 4% em relação a 2017, fruto das paragens técnicas da Refinaria de Sines e do Complexo Petroquímico da Repsol e do decréscimo na movimentação de carvão, devido a um ano de forte pluviosidade e por isso com menor recurso a fontes não renováveis para a produção de energia elétrica. Destaca-se ainda a excelente performance do Terminal de Gás Natural Liquefeito, que registou uma variação homóloga de 5,5%, com um total de 2,8 milhões de toneladas movimentadas.

Anúncios

Percurso pedestre da Lagoa da Sancha inaugurado.

980sancha0_1_980_2500.jpg

O Percurso Pedestre da Lagoa da Sancha foi inaugurado no dia 12 de janeiro. Vai proporcionar ao público um contacto muito rico com a natureza e a fruição de paisagens de grande beleza.

O percurso inicia-se junto ao Barranco dos Bêbedos e prossegue transpondo a duna da margem Este da lagoa, atravessando a charneca com os seus matos, em que predominam as urzes, os tojos e o marcetão.

O percurso de regresso atravessa áreas de pinhal e dá também a oportunidade de subir ao ponto mais alto da área, onde é possível observar o enquadramento paisagístico, com o oceano, as dunas e as cidades (Santiago do Cacém e Sines) próximas.

Para aceder ao percurso deve ser utilizado o parque de estacionamento que se encontra na via alternativa, do lado nascente da via rápida que liga Sines a Santo André, junto à passagem superior para peões que existe na zona da Sancha.

A Lagoa da Sancha é um corpo lagunar de cerca de 15 hectares instalado numa depressão interdunar do complexo dunar da Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha.

Toda a envolvente próxima da lagoa tem um forte caráter natural, sendo difícil encontrar vestígios de atividades humanas. Os habitats naturais predominantes são as dunas móveis, mais próximas da praia, e as dunas fixas e estabilizadas, mais para o interior.

Nestas encontramos as charnecas, dominadas por matos, e os pinhais dunares. No espaço lagunar dominam os caniçais e salgueirais.

Em todos estes habitats encontramos vários endemismos (espécies com distribuição restrita) como o tojo-chamusco (Stauracanthus spectabilis), o tomilho (Thymus camphoratus), o craveiro-das-areias (Armeria rouyana) ou o marcetão (Santolina impressa), espécie dominante que, no início do verão, torna o amarelo da sua floração a cor predominante na paisagem.

O percurso tem uma extensão de 3,6 km e o grau de dificuldade médio. Está marcado no terreno por pequenos totens locais tendo alguns deles informação relativamente à distância a percorrer, no topo, e à distância percorrida, em baixo.

A instalação do Percurso Pedestre foi coordenada pelo Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Alentejo/Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha. A aquisição e montagem de parte do equipamento foram financiadas pela associação COMSINES –  Conselho das Comunidades de Sines, tendo a Câmara Municipal de Sines colaborado na montagem de algumas estruturas.

O investimento assegurado pela COMSINES foi de 9 272,77 euros, aplicados diretamente no equipamento instalado no percurso pedestre. O DCNF do Alentejo e a Câmara Municipal de Sines investiram com trabalho dos seus funcionários, quer na conceção dos conteúdos informativos (DCNF –ALT) quer na intervenção no terreno (DCNF-ALT e CMS).

Fonte do texto: Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Alentejo/Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha

Portal da Queixa regista crescimento pelo 5º ano consecutivo.

primage_25690

As redes sociais mudaram a perceção do consumidor relativamente à qualidade dos serviços e produtos das marcas que consomem. A confiança e a reputação passaram a ser os elementos influenciadores de decisão na compra e as marcas procuram, cada vez mais, as plataformas digitais para responder às insatisfações dos consumidores.  70% das reclamações recebidas no Portal da Queixa, em 2018, receberam resposta. As entidades que menos respondem são a Segurança Social, seguida da TAP e da CP. No entanto, marcas mais reclamadas como a MEO e CTT dão resposta a todas as reclamações apresentadas pelos seus clientes no Portal da Queixa.

Criado há quase 10 anos, por Pedro Lourenço – após ter surgido a necessidade de apresentar uma reclamação e não ter obtido resposta por parte da marca, nem por parte dos organismos de regulação e proteção dos consumidores -, oPortal da Queixa mantém-se, hoje, fiel ao seu objetivo de agilizar, estreitar e facilitar a comunicação entre as marcas e clientes, de uma forma isenta e sem intervir no processo de reclamação. Uma missão que veio contribuir para alterar o comportamento dos consumidores portugueses.

É realmente um caminho sem volta. Nos dias de hoje, são quase nulas as marcas que evitam ter uma relação pública com os seus clientes, por força do exponencial aumento do uso de redes sociais e da internet no geral. Há 10 anos, uma reclamação pública contra uma marca que ficasse online sem resposta e tratamento, representava uma “pedra no sapato”. Hoje, é um ato negligente por parte dos gestores da marca, pois coloca a sua reputação em causa, por quebra de confiança e falta de proximidade. O consumidor atual decide por onde e quando quer apresentar a sua reclamação, pois adquiriu esse poder e isso deve ser respeitado.”, afirma Pedro Lourenço, CEO e fundador do Portal da Queixa.

Hoje, a maior rede social de consumidores em Portugal, tem mais de 300 mil utilizadores registados, e conta com uma média de 9 mil novos registos a cada mês. Com 1 milhão de visitantes únicos por mês que geram 3 milhões de pageviews/mês, o Portal da Queixa recebeu, entre janeiro e dezembro de 2018, em média 250 reclamações por dia(perto de 90 mil ao ano). Contudo, destaca-se o facto de que 98% dos visitantes não efetua uma queixa, apenas visualiza as reclamações dos apenas 2% dos visitantes que regista reclamações.

Os resultados divulgados atestam que o Portal da Queixa é, hoje, muito mais do que uma plataforma para apresentar reclamações. Devido à importância que conquistou no ecossistema de consumo em Portugal, o Portal da Queixa é um espaço onde os consumidores pesquisam informações acerca de uma marca ou serviço antes de procederem à decisão da compra.

Aproximadamente 70% das reclamações recebidas e aprovadas no Portal da Queixa em 2018 receberam resposta.

 

 

Campanha +1 na Família | Apresentação de Animais para Adopção.

980caes_1_980_2500.png

O Gabinete Veterinário da Câmara Municipal de Sines instala um expositor no Jardim das Descobertas, onde apresenta os cães disponíveis para adopção para que a população os possa conhecer e passear com eles.

A Câmara Municipal de Sines está empenhada em tornar Sines um concelho melhor para os seus habitantes e para os seus animais.

Os cães à guarda da autarquia, resgatados das ruas através dos protocolos estabelecidos com as clinicas veterinárias, são tratados e quando divulgados para adopção estão vacinados e desparasitados.

Os animais em idade reprodutiva estão esterilizados (machos e fêmeas).

Se pretender adoptar um bebé ou juvenil, estes encontram-se desparasitados e, dependendo da idade, têm o protocolo vacinal iniciado ou concluído.

Por vezes existem ninhadas que são resgatadas, alguns são órfãos que precisam de ser alimentados com leite de substituição. Se estiver disposto a colaborar, poderá ser FAT (Família de Acolhimento Temporário) e dar melhores condições de vida até ao momento da sua adopção.

No Jardim das Descobertas | 19 Jan | 9h30-13h00 | Org. Câmara Municipal de Sines

Terras Sem Sombra: Kronos Quartet em Sines a 6 de Julho.

980kronos_1_980_2500.jpg

A 15.ª edição do Festival Terras sem Sombra encerra no dia 6 de julho de 2019, às 21h30, no Castelo de Sines, com um concerto pelo Kronos Quartet.

Formado por David Harrington (violino), John Sherba (violino), Hank Dutt (viola da gamba) e Sunny Yang (violoncelo), o Kronos Quartet é um dos agrupamentos mais celebrados e influentes do mundo. Com quase meio século de existência, tem realizado milhares de espetáculos, lançado mais de 60 gravações discográficas e colaborado com muitos dos principais compositores e intérpretes contemporâneos.

É a segunda vez que o Kronos Quartet actua no Castelo de Sines, depois da actuação na terceira edição do Festival Músicas do Mundo, em 2003.

A música e as viagens são a pedra de toque do Terras sem Sombra em 2019, que tem como país convidado, os Estados Unidos da América. Esta edição estende-se de janeiro a julho, com uma temporada de música, mas também de património e biodiversidade, com o Alentejo por palco.

Sob o tema “Sobre a Terra, sobre o Mar – Viagem e Viagens na Música (Séculos XV-XXI)”, duas efemérides proporcionam o fio condutor para esta escolha: em 2019 assinalam-se os 550 anos do nascimento de Vasco da Gama, que teve Sines por berço; e, um pouco por todo o país, iniciam-se, as comemorações do V centenário da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães.

O Festival Terras sem Sombra é organizado pela associação Pedra Angular. A Câmara Municipal de Sines apoia a iniciativa.

CDS-PP Sines elegeu nova Concelhia.

cdsines-864x400_c.jpg

O CDS-PP elegeu no passado sábado, a nova Comissão Política Concelhia para o mandato 2019/2021, tendo sido eleita a lista única liderada por Paulo Freitas, que foi Candidato à Câmara Municipal de Sines nas últimas autárquicas pela Coligação CDS-PP/MPT/PPM. Os centristas anunciaram como importantes, acções em áreas como a Saúde, Ambiente, Infraestruturas e Vias, mencionando também a Natalidade ,3a idade e Condições dos Animais e o Associativismo, comprometendo-se a apresentar propostas tanto ao Executivo PS, como em sede na Assembleia da República. É mencionada igualmente a defesa dos valores da ética, responsabilidade e transparência política, não só a nível local mas também dentro do CDS, como nova forma de fazer política.

Benfica vence Sp. Braga e revalida Taça da Liga de Futsal em Sines

festejo-coletivo-apos-primeiro-golo-new.jpg

O Benfica derrotou hoje o Sporting de Braga e revalidou o título da Taça da Liga de futsal, no Pavilhão Multiusos de Sines, após um triunfo por 3-0. Recorde-se que as águias ultrapassar o Futsal Azeméis e o Modicus, enquanto os minhotos deixaram pelo caminho o Fundão e o Eléctrico. As águias começaram a construir o triunfo com um golo de Fernandinho, à passagem do minuto 15. Uma vantagem que foi ampliada na etapa complementar com remates certeiros de Fábio Cecílio, aos 21′, e Raúl Campos, aos 34′.  Sines continua a ser desta forma, um talismã para o Futsal do Sport Lisboa e Benfica.