Porto de Sines bate novo recorde nos contentores com subida de 32%

card_portos_sines

A movimentação de contentores no porto de Sines atingiu um total de 1.227.694 TEUS (medida-padrão equivalente a contentores com 20 pés de comprimento), o que representou uma subida de 31,86% face a 2013, apurado junto de fonte oficial da APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve.

Desta forma, o porto alentejano cimentou a sua liderança na movimentação de contentores no sector portuário nacional. O segundo maior porto nesta matéria foi o de Leixões, que também registou em 2014 um novo máximo, de 667 mil TEU, o que corresponde a um crescimento de 6,5% face ao ano anterior.

O porto de Leixões obteve ainda um aumento de 5,3% nas mercadorias movimentadas, encerrando o ano passado com um novo máximo histórico de 18,1 milhões de toneladas.

A APDL – Administração dos Portos do Douro e de Leixões destaca, num comunicado, que em 2014 todos os segmentos de carga cresceram, sublinhando os aumentos na carga geral fraccionada (+14%), nos granéis sólidos (+10,9%) e na carga ‘ro-ro’ (embarque e desembarque de automóveis), que viu o seu volume aumentar para mais do quíntuplo do ano anterior.

A APDL sublinha ainda que as exportações cresceram 6,7% face ao ano anterior, alcançando 5,8 milhões de toneladas, assumindo-se como principais destinos das exportações Angola, Reino Unido, Argélia, Marrocos e EUA, de um conjunto de 181 países-destino para onde são exportadas mercadorias a partir de Leixões.
Os principais produtos exportados pelo porto de Leixões no ano passado foram produtos refinados e aromáticos, ferro/aço, papel e cartão, paralelepípedos, bebidas, azulejos e mosaicos e máquinas.
Outro porto que divulgou hoje os seus dados de movimentação de mercadorias relativamente ao ano passado foi o de Setúbal, que exportou 5,2 milhões de toneladas de mercadorias em 2014, correspondendo a 67% do total movimentado relativamente à carga internacional, que atingiu 7,7 milhões de toneladas, depois de excluído o movimento de e para os portos nacionais.
A APSS – Administração dos portos de Setúbal e de Sesimbra, destaca a diversificação dos destinos das mercadorias, com 1,3 milhões de toneladas exportadas para a União Europeia, um crescimento superior a 25% face a 2013; e com 3,9 milhões de toneladas exportadas para países terceiros, um crescimento de 19,5% em relação ao mesmo período.
A APSS entende que para este facto contribuiu o aumento generalizado, em 2014, do movimento de quase todos os modos de acondicionamento, face a 2013: granéis sólidos, com 2,8 milhões de toneladas, mais 14%; carga geral, com 3,7 milhões de toneladas, mais 20%; ‘ro-on ro-off, com 149 mil unidades, mais 19,5%; e contentores, com 103,5 mil TEU, mais 46,8%.
Nas mercadorias exportadas pelo porto de Setúbal, liderou o cimento, com 1,9 milhões de toneladas; seguido dos produtos metalúrgicos, com 1,3 milhões de toneladas; do clínquer, com 1,1 milhões de toneladas; dos adubos, com 504 mil toneladas; dos minérios, com 443 mil toneladas; da madeira, com 400 mil toneladas; e do papel, com 308 mil toneladas.

Foi apurado ainda que o porto de Aveiro (que inclui o da Figueira da Foz) também fechou o ano passado com recordes históricos. Já no porto de Lisboa, poderá ter havido uma quebra, em grande parte originada pela retracção ocorrida na movimentação de contentores.
Fonte: Diário Económico

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s