CDS-PP considera “Mais do Mesmo” sobre o Orçamento 2016 do PS

CDS_Bandeiras

O CDS-PP, na pessoa do seu Presidente Paulo Freitas, considera o Orçamento para 2016, “Mais do Mesmo”. O Dirigente centrista acusa Nuno Mascarenhas de entrar no seu terceiro ano de mandato sem mostrar qualquer tipo de estratégia e com o ónus de já ter tido dois orçamentos falhados. E diz que “não há resposta por parte do executivo para os grandes problemas de Sines e parece que nada se passa e que está tudo bem pela cidade e no concelho”. Questionado sobre quais deveriam ser as prioridades, menciona que “a qualificação deveria estar no topo das prioridades, porque os cidadãos sentem que a cidade não está a ser devidamente cuidada e ornamentada”, afirmando ainda que “O Centro de Saúde novo que foi iniciado pelo anterior governo, deve ser finalizado, sendo que não tem existido muita pressão da Câmara nesse sentido”. E espera maior sensibilidade do Executivo no que concerne ao emprego de iniciativa privada, dizendo que ” A falta de diálogo com as empresas e respectivos representantes sindicais, é um sinal de pouco interesse em quem investe e emprega no Concelho e que a APS de onde veio para a Câmara, não é tudo por cá”. Voltando ao Orçamento que considera “Difícil de executar à risca, uma fotocópia mal tirada do anterior, como se não houvesse mais criatividade e soluções na elaboração do mesmo”. Acerca do desmentido, ( Ver aqui ), que Nuno Mascarenhas fez sobre possíveis aumentos na tarifa da Água, afirma que “Há muitos anos que temos problemas com os contadores, que proporcionam valores exorbitantes que não correspondem à realidade, e que compete às empresas credenciadas para a aferição dos equipamentos serem chamadas a fazer esse papel e não termos a Câmara a fechar os olhos a esse problema em particular e que sem verdadeiros investimentos na rede municipal de abastecimento de água e tratamento de águas residuais, os problemas irão subsistir e agravar”. Confrontado com a eleição de Sofia Araújo para o Parlamento, afirma que “foi eleita uma Candidata que nada falou durante a Campanha, que mergulhou no silêncio em vez de debater com os seus opositores, e que nada se lhe conhece a nível político, nas mais diversas áreas. É um ex-membro de um executivo apático, sem ideias e soluções, e apesar de esperar que represente da melhor forma o Distrito, irei confrontar politicamente, porque não se pode esconder para sempre em silêncio face as perguntas e requerimentos que lhe podem ser feitos”.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s