Portos: “Transhipment” mexe com os contentores

Ampliação-Porto-de-Sines

Apesar do “Transhipment” ser o segmento portuário com menos valor acrescentado ( Visto ser transbordo de contentores vazios ) é ainda assim o segmento que faz mexer o Terminal XXI e por consequente os Portos Nacionais. Passaram pelos Portos de Portugal quase 607 mil contentores, sendo que boa parte desse crescimento e originário dos movimentos de transhipment. Sines continua na liderança deste segmento, o que compensa em parte a falta de movimentação de Exportação e Importação, que poderia aumentar não só o valor acrescentado, mas igualmente os lucros portuários. Depois de uma queda abrupta no Terminal XXI que vinha desde início de Setembro passado, o crescimento tem vindo lentamente a crescer, sendo que a 2ª quinzena de Abril voltou a dar os mesmos índices que existiam antes da queda abrupta já mencionada. No primeiro trimestre deste ano, dos 309 857 TEU que passaram por Sines, cerca de 247 mil TEU eram de Transhipment, representado uma quota elevada do Terminal XXI. A estratégia para atrair carga de valor acrescentado, passará provavelmente pela redefinição e renegociação das rotas, com especial incidência pelas rotas provenientes do “novo” canal do Panamá e pela extensão do hinterland, nomeadamente com a sua expansão para Espanha e posteriormente reforçada com a nova linha Sines – Évora – Caia.

 

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s