Artlant visada em auditoria

Artlant2012.jpg

De acordo com uma notícia avançada pelo Correio da Manhã, foi detectada uma “deficiente análise de risco” em créditos concedidos pela Caixa Geral de Depósitos numa auditoria fechada em agosto do ano passado. O Correio da Manhã avança que a situação tem como consequência a exposição de“mais de 2,3 mil milhões de euros de empréstimos em risco de não serem pagos” que a Caixa Geral de Depósitos concedeu. A Artlant é visada na mesma notícia é como sendo um dos maiores devedores da Caixa, com uma exposição total de 476,4 milhões de euros, e 214,4 milhões em crédito perdido (imparidades). Recorde-se que a Artlant instalou-se em Sines com o objectivo de produzir ácido tereftálico purificado, matéria-prima utilizada no fabrico de embalagens de poliéster. O ex-primeiro ministro José Sócrates lançou a primeira pedra em 2008, tendo a Artlant sido considerada num comunicado de 2007 do Conselho de Ministros do primeiro governo de José Sócrates: uma “unidade industrial de escala mundial” para a produção de 700.000 toneladas/ano de um componente do poliéster, que levaria à “consolidação do clusterpetroquímico da região de Sines”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s