Opções do Plano e Orçamento para 2017 aprovados.

geral_ch_1_980_2500

Obras como a reabilitação do Mercado Municipal, a requalificação da Rua da Floresta e do Bairro 1.º de Maio (Fase 1) e o novo estacionamento da Praia Grande de Porto Covo são os destaques das Grandes Opções do Plano (GOP) 2017-2020 e Orçamento 2017. Os documentos previsionais do município, aprovados pela Assembleia Municipal a 22 de novembro, realçam também o evento náutico Tall Ships 2017, que trará a Sines milhares de visitantes, e a implementação do Balcão Único.

Na apresentação das GOP e do Orçamento aos deputados municipais, o presidente da Câmara, Nuno Mascarenhas, justificou a subida do orçamento 2017 para 31 768 800 €, mais quatro milhões do que orçamento de 2016, com as intervenções a realizar em candidaturas cofinanciadas pela União Europeia.

Otimista sobre a execução do orçamento de 2016, que o presidente acredita irá ser a mais alta dos últimos anos, Nuno Mascarenhas apontou 2017 como um ano em que o município terá mais condições para realizar obras, não só pelo desbloqueamento das candidaturas a fundos europeus, mas também pelo aumento previsível das receitas de derrama, depois de em 2014 e 2015 o município não ter recebido qualquer verba com essa origem.

Na atividade municipal prevista para 2017, salientou projetos em áreas como a reabilitação do espaço público, o património, a solidariedade e a mobilidade para todos.

Entre as operações integradas no PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, com apoio em 85% de fundos europeus, incluem-se obras como a ciclovia e canais pedonais na Rua e Estrada da Floresta e a reabilitação de vários espaços públicos: Bairro 1.º de Maio, estacionamento da Praia Grande de Porto Covo, Rua Marquês de Pombal, estacionamento junto à Fripex e Jardim da Boavista. Alguns destes projetos já têm empreitadas adjudicadas e poderão iniciar-se ainda em 2016.

Na lista de projetos abrangidos pelo programa ITI – Investimentos Territoriais integrados constam operações como a racionalização energética de edifícios municipais, o Observatório do Mar (Armazéns da Ribeira Velha), o Parque Arqueológico Subaquático, a musealização das salgas romanas, as novas instalações do Centro de Dia do Porto Covo e a remodelação da Escola Básica n.º 2. Nem todos estes projetos terão execução física em 2017, mas espera-se que se iniciem, pelo menos, os procedimentos conducentes ao início das obras. Existem também verbas significativas para projetos de cariz social a realizar no âmbito da CIMAL.

Em 2017, a modernização administrativa será também umas das áreas em evidência na ação municipal. Começará a funcionar o Balcão Único do Munícipe, na sequência do trabalho já realizado na reorganização dos serviços e novo sistema de gestão documental. O trabalho da autarquia ganhará também melhores condições, com reforço dos meios humanos, equipamentos e viaturas.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s