A derrota injusta do Vasco da Gama

img_770x433$2017_11_14_01_05_35_1333945.jpg

O Vasco da Gama de Sines foi informado na passada sexta-feira de que tinha sido punido com pena de derrota no jogo com o Barreirense, agendado para o domingo anterior no Estádio Municipal de Sines, que não se realizou… por as balizas serem pequenas.

Tudo aconteceu no passado dia 5, quando os alentejanos receberam o Barreirense, para a 5ª jornada da 1ª Divisão da AF Setúbal. Depois do alerta quanto à altura das balizas, o árbitro verificou que de facto havia uma irregularidade, com uma baliza a ter menos 14 cm de altura.

Apesar da insistência do Barreirense em disputar o jogo, segundo um comunicado do clube do Barreiro – “Lamentamos profundamente a não realização do jogo; não nos parece que tenhamos responsabilidade na anomalia detetada e convictos de que tudo fizemos para que a realização do encontro tivesse sido uma realidade” – o duelo foi interrompido e quatro dias depois a associação distrital atribuiu a pena de derrota aos alentejanos.

“No início da época todos os campos têm de ser vistoriados.
A AF Setúbal não o fez, pelo menos na 1ª Divisão”, denunciou o técnico do Vasco da Gama, Vítor Madeira, que relembra que esta época já realizaram quatro jogos em casa. “É um facto que a baliza estava com menos altura, mas o campo não é nosso, é uma situação que não nos pode ser imputada”, acrescentou, lembrando que a vistoria é… amanhã.

Câmara assume responsabilidade

A Câmara Municipal de Sines enviou um ofício à AF Setúbal, no qual explica que “o campo onde se situa a referida baliza é de relva natural”, explicando que “ao longo do ano devido às chuvas e à rega há a tendência para um deslocamento de terras”, assumindo que vão “proceder às intervenções necessárias”. O Vasco da Gama considera que devia ser punido com o ponto 3 do Artigo 66.º – “O jogo é mandado repetir se não se realizar por facto não imputável ao clube considerado visitado” – e não com derrota, pois considera que não tem responsabilidade pela manutenção. Contactado, o presidente da AF Setúbal, Francisco Cardoso, recusou-se a comentar o assunto.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s