Precariedade: Trabalhadores da manutenção da refinaria em luta

união ss_571806309.jpgOs trabalhadores do consórcio da refinaria de Sines da Petrogal, irão no próximo dia 26 de Janeiro, pelas 11h00, deslocar-se às Torres da Galp em Lisboa para exigir à Galp a sua efetividade na empresa. O que está em causa é a manutenção dos postos de trabalho e o vínculo destes trabalhadores que efectuam funções de caracter permanente e que fruto das concessões e ou prestações de serviço, estão contratados não pela Petrogal, mas sim por empresas prestadoras de serviços (EFATM, ATM, CMN e AC Services), que por sua vez recorrem a empresas de trabalho temporário. Existem casos de trabalhadores que estão há mais de 20 anos com vínculo laboral precário e que de tempos a tempos mudam de entidade patronal, conforme a suposta “prestação de serviço”. Acontece porém que o serviço prestado por este conjunto de trabalhadores é essencial para a operação da refinaria, logo tal “prestação de serviço” não pode ser encarada enquanto tal, mas sim como um serviço de natureza essencial e permanente para toda a operação de refinaria durante os 365 dias do ano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s