Mercadorias Sines -Badajoz em menos de 3h30.

raquete-20-5-2010-dario_ds93185

Os transportes de mercadorias vão sofrer uma redução de três horas e meia com o projeto de alta velocidade face à atual rota Sines/ Lisboa-Elvas-Badajoz por Abrantes. A garantia foi dada  pelo presidente da Junta da Extremadura, Guillermo Fernández Vara. Esta ligação também vai ser encurtada, uma vez que abandona Abrantes e passa a ir ao Poceirão, que fará depois a ligação a Évora. Em vez dos atuais 452 quilómetros, o novo trajeto irá contabilizar 315 quilómetros, ou seja, menos 137 quilómetros.

De acordo com Guillermo Fernández Vara – o projecto de alta velocidade para ligar Portugal e Espanha deu os primeiros passos quando foi lançado o concurso, a 5 de março, para a construção do troço entre Évora e Elvas, numa extensão de quase 100 quilómetros, e o começo dos trabalhos do troço Elvas-Caia – mais 11 quilómetros, que farão a ligação entre Évora-Badajoz. «No encontro em Elvas que contou com a presença do primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, e do primeiro-ministro português, António Costa, foi anunciado o projeto de alta velocidade entre Évora e Caia com o objetivo de ligar os portos de Sines e Lisboa com a fronteira espanhola em Badajoz. Um projeto que faz parte do Corredor Atlântico», garante.

Para o presidente da Junta da Extremadura, esta ligação de alta velocidade entre os dois países «é sem dúvida uma boa notícia», já que este projeto não está isolado e soma-se a outras linhas de alta velocidade que estão a ser desenvolvidas atualmente em Espanha. É o caso da nova linha de alta velocidade Navalmoral-Plasencia-Badajoz e a melhoria do corredor Merida Puertollano nos próximos dois a três anos. «Este corredor significa uma melhoria substancial nas comunicações ferroviárias entre a Espanha e Portugal, alcançando finalmente uma ligação ferroviária competitiva entre os dois países, algo sem precedentes até agora», diz Vara.

E, ao contrário do que tem sido afirmado pelo ministro Pedro Marques, que deixa a porta aberta para que esta ligação seja utilizada também o transporte de passageiros, o presidente da Junta da Extremadura não deixa margem para dúvidas: «Na reunião de Elvas, em 5 de março, foi revelado que esta nova linha permitirá tráfego misto, isto é, tanto mercadorias quanto passageiros».

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s