Linha Sines-Madrid: Espanha acusada de falta de investimento

cca20d83c4ed20790917866fed811f80_L.jpg

O TCE – Tribunal de Contas Europeu, considera em relatório recente que a ligação ferroviária de alta prestação planeada entre Sines – Lisboa e Madrid (437kms), como um autêntico falhanço na estratégia para a rede transeuropeia de transportes. O relatório da entidade europeia apesar de considerar o cumprimento de objectivos do lado português, analisa a falta de investimento do lado espanhol como principal razão de insucesso ( Sendo que a linha termina a escassos 6 quilómetros da fronteira). Um auditor do TCE descreveu a ligação de alta velocidade entre Évora e Mérida como um suporte para os Portos de Sines e Lisboa”. A Comissão Europeia apontou este ano que a secção Évora-Mérida não tem necessariamente que ser de alta velocidade, mas de cumprir padrões de desempenho de infraestrutura ferroviária principal da Rede Transeuropeia de Transportes – eletrificação total e a execução do Sistema Europeu de Gestão do Tráfego Ferroviário – e ainda no que se refere ao comprimento dos comboios, à carga por eixo e à velocidade da linha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s