Maersk Line desvia cargas para Sines

transferir.jpeg

A paralização do Porto de Lisboa em virtude da greve às horas extraordinárias decretada pelo SEAL –  Sindicato dos Estivadores e da Atividade Logística, fez com que o maior armador a trabalhar no porto da capital, fosse desviar parte da sua carga para Sines, onde possui porto seguro em virtude da Aliança 2M que possui com a MSC. Esta mudança avança uma revista do sector ( Cargo), se deve a:  «ao resultado da greve e do impacto que esta tem nas operações», levando, inevitavelmente, à ocorrência de «atrasos incomportáveis». A greve estipulada actualmente tem o seu termino no dia 8 de Outubro, não sabendo até ao momento qualquer alteração ou prolongamento da mesma.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s