Alentejo: Um paraíso sob pressão.

A preservação ambiental e as praias da Costa Vicentina são ameaçadas pela poluição, pelas estufas, e pelo turismo sem regras. De Sines a Sagres, o Parque Natural está nas mãos de poucos e é apetecido por muitos. Está em jogo o futuro da costa mais intocada de Portugal.

maxresdefault.jpg

A revista SÁBADO percorreu 110 km de Sines até Sagres para mostrar as ameaçaa uma costa que se habituou à reputação de retiro. Em Sines, os baluartes industriais disparam fumo para o céu dia e noite. É logo ali, na ribeira da Junqueira, a norte de Porto Covo, que começa o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina (PNSACV), o maior do país, área protegida que se estende pelos municípios de Sines, Odemira, Aljezur e Vila do Bispo até à ponta de Sagres.
Em Odemira, chovem acusações sobre a contaminação das águas pela expansão da agricultura intensiva. Em Vila do Bispo, os turistas espalham lixo e conduzem nas dunas. O apetite pela construção é transversal. “A preocupação é que os impactos sejam tão fortes que atinjam a riqueza da costa na biodiversidade bem como a economia existente, que é baseada num turismo de Natureza”, diz António Quaresma, historiador de 73 anos, especialista no Alentejo Litoral.

Para Nuno Sequeira, dirigente nacional da Quercus, o PNSACV é cada vez mais “uma região desprotegida”. “O momento é complicado porque o turismo e o imobiliário estão em alta. Teme-se que um processo de revisão da política de ordenamento do território seja uma oportunidade para a construção avançar para uma zona que está muito bem preservada”. Agentes económicos e políticos alegam que estas visões são exageradas. Agora com a desistência da Galp/ENI na passada segunda-feira, dia 29, da prospecção de petróleo em Aljezur, as associações ficaram mais aliviadas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s