Hospital do Litoral Alentejano ultrapassa prazos de espera a doentes prioritários mesmo sem greve

5781208099c46645e5868e177bb81898_L.jpg

O Hospital do Litoral Alentejano ultrapassa os tempos médios de espera para os doentes que deviam ter a cirurgia feita em duas semanas, na área da ginecologia, segundo dados oficiais do terceiro trimestre de 2018.

Segundo a publicação, vários hospitais do Serviço Nacional de Saúde ultrapassaram no ano passado os tempos máximos de resposta a doentes muito prioritários e a prioritários oncológicos, mesmo antes da greve dos enfermeiros.

Uma análise ao tempo médio de resposta dos utentes operados, que está disponível no Portal da Saúde, permite ver que entre julho e setembro do ano passado vários hospitais passaram os tempos máximos em que os doentes devem ser operados.

No caso dos doentes muitos prioritários (oncológicos e não oncológicos), que devem ser operados num período de 15 dias, cerca de duas dezenas de hospitais ultrapassam esse tempo nalgumas especialidades.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s