RTP1 exibe filme biográfico do poeta Al Berto.

Al-Berto-750x408.jpg

A busca pela liberdade para amar sem medo

Em Sines, numa época de revolução, Al Berto dá corpo a uma geração em mudança. Al Berto cria um grupo de amigos e juntos transpiram juventude, excentricidade, sonhos de mudança, mas pouco tempo após a revolução, a cidade ainda não está preparada para tanta liberdade – liberdade para amar sem medo.

“Eu conheci o Al berto pessoalmente e cresci com ele porque somos ambos  de Sines. Descrevo-o como uma personagem marginal, um homem fascinante, que sempre fez e disse sempre o que queria. O Al berto era uma pessoa maravilhosa e deliciosamente doido. Curiosamente a obra máxima chama-se “Medo” e eu nunca vi medo naquele homem. Existe uma identidade com a condição artística, a minha e a dele.” e acrescentou ainda “Eu sou viciado em poetas. Em cinema quero fazer uma trilogia, depois da “Florbela”,  vou fazer um filme sobre o Al berto e por fim um que conte a vida da Sophia de Mello Breyner Andresen.”, disse o cineasta Vicente Alves do Ó, em 2015, numa entrevista ao ruadebaixo.

Alberto Raposo Pidwell Tavares, que adoptou o pseudónimo de Al Berto, nasceu em 1948 em Coimbra, mas viveu toda a infância e adolescência em Sines, no litoral alentejano. Após um exílio em Bruxelas, entre 1967 e 1974, onde estudou pintura, regressou a Portugal para se dedicar à literatura. Al Berto morreu a 13 de Junho de 1997, de linfoma.

“Al Berto” será exibido a 7 de Abril, pelas 23h15, na RTP1.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s