Plataforma Alentejo participou em audição sobre o PNPOT

201808151220054624.jpg

A Plataforma Alentejo participou, no passado dia 27, na audição sobre o PPL 148/XIII/3.ª – aprova a primeira revisão do Programa Nacional da Política do Ordenamento do Território (PNPOT), promovida no quadro dos trabalhos em curso na 11ª Comissão da Assembleia da República – Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Poder Local e Habitação. A delegação da Plataforma Alentejo foi constituída por Carlos Gaivoto, Mestre em Engenharia de Transportes, David Machado, Presidente da Associação Rota do Guadiana, Élio Bernardino, Mestre em Engenharia de estruturas e especialista em ferrovia, José Soeiro da Comissão Dinamizadora de AMAlentejo e Manuel Valadas, porta-voz do Movimento Melhor Alentejo. Recorde-se que a Plataforma Alentejo quer ver inscrito no PNPOT 2030 a ligação ferroviária Sines-Caia, por Beja, beneficiando a exploração ferroviária de via dupla não convencional já existente entre Sines-Ermidas-Ourique/Funcheira, ligação estratégica entre Alentejo e Algarve, assim como a de Beja-Casa Branca/Évora- Elvas/Caia – Portalegre- Abrantes, articulação em exploração e segurança integrada com a linha de Leste, com terminais ferroviários de mercadorias em Vendas Novas, Évora e área de Estremoz. A Plataforma quer, também, no PNPOT 2030 o Aeroporto Internacional do Alentejo/Beja como parte do sistema aeroportuário nacional, complementar ao Aeroporto de Faro/Algarve e aos aeroportos da vizinha Andaluzia e Estremadura espanholas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s