Inquérito/CGD: “É impossível” não participar num projecto como a Artlant

Fotor_155501806140565.jpg

Segundo avança o Jornal Público, o ex-diretor de risco da Caixa Geral de Depósitos (CGD) Vasco d’Orey disse hoje que “é impossível” o banco público não participar num projecto como a Artlant, classificado como Projeto de Interesse Nacional (PIN).

“É impossível a Caixa não entrar num projecto como esses”, afirmou esta quinta-feira Vasco d’Orey durante a sua audição na segunda comissão parlamentar de inquérito à recapitalização e gestão da CGD, que decorreu a partir das 17:00 na Assembleia da República, em Lisboa.

“Eu não diria que é difícil, diria que é impossível” o banco público não participar num projecto como o da Artlant, reforçou, acrescentando que, “dado que um projecto é PIN, se forem dadas garantias suficientes, é impossível a Caixa não participar”. O projecto de uma unidade de produção de ácido tereftálico purificado (ou PTA, da sigla inglesa para Purified Terephthalic Acid, matéria-prima para, por exemplo, o fabrico de garrafas de plástico) em Sines foi classificado como PIN em Conselho de Ministros do Governo liderado por José Sócrates, em Julho de 2007.

A auditora EY identifica a operação de financiamento pelo banco público à Artlant, empresa criada para o projecto da fábrica da La Seda de Barcelona, em Sines (inicialmente constituída com o nome de Artenius Sines), como uma das mais danosas para a CGD.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s