AGEPOR alerta: Paralisação no Terminal XXI é a “melhor forma de ceder terreno a Valência, Algeciras e Tanger”.

Portugal-Sines-TerminalXXI-Cone-Fender.jpg

Segundo avança a Revista Cargo, na sequência da paralisação que decorreu entre os dias 2 e 4 de Maio no Terminal XXI do Porto de Sines, após endurecimento da luta sindical por parte do Sindicato XXI, a AGEPOR – Associação Dos Agentes De Navegação De Portugal, veio a terreiro expressar a sua preocupação e lamento face ao ocorrido, num porto “que, até agora, se tinha caracterizado, no essencial, por um clima de paz social e progresso”.

Instabilidade laboral no Terminal XXI “é mau presságio”, alerta a AGEPOR

Na missiva da associação, é realçado que no Porto de Sines tem imperado a norma da «cooperação exemplar de todos os parceiros, condição essencial para garantir a competitividade exigida aos maiores portos mundiais com ambições no mercado de transbordo». Mas, exactamente por tal cenário ser a norma, a AGEPOR expressou o seu lamento pelo facto de tal paz estar, presentemente, a ser quebrada.

Para a associação, tal quebra da normalidade em Sines “é um mau sinal e um mau presságio”, uma vez que “é a melhor forma de ceder terreno a Valência, Algeciras e Tanger”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s