Caso Galpgate: CDS-PP Sines considera que justiça deu sinal positivo.

IMG_20190517_121013_896.jpg

O CDS-PP Sines congratula-se em comunicado com a decisão da Procuradoria Geral da República em deduzir a acusação, pela prática de crimes de recebimento indevido de vantagem a 18 arguidos, entre os quais o Presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas. O CDS-PP recorda no seu comunicado que foi o único partido a sugerir na altura, a demissão de Nuno Mascarenhas, por considerar vergonhoso a promiscuidade de relação entre a autarquia e o sector privado, pois o cargo de Presidente de Câmara deve ser um cargo em que isenção, transparência e ética devem ser os principais pilares. Afirmam ainda os centristas que, deve ser tempo da justiça trabalhar, mas caso haja confirmação de actos menos adequados com o cargo, a saída do cargo deverá ser inevitável, sem contudo significar a queda do executivo, que deverá continuar em funções, pela maioria que obteve nas últimas eleições, rejeitando desta forma os centristas, qualquer cenário de eleições autárquicas antecipadas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s