Costa afasta compensação de encerramento da Central de Sines.

naom_5ddc3e6d08852

A posição de António Costa foi transmitida ontem no debate quinzenal, no parlamento, em resposta a questões formuladas pelo deputado do PEV José Luís Ferreira, que também questionou o líder do executivo sobre que medidas tem previstas para os cerca de 600 trabalhadores destas centrais, “alguns dos quais com vínculos precários”.

Depois de José Luís Ferreira salientar que o Estado, do ponto de vista contratual, em nada está obrigado a compensar a EDP pelo encerramento da sua central a carvão – já que o contrato finda em 2021 -, o primeiro-ministro deixou então uma garantia.

“Não haverá qualquer compensação pelo encerramento da central de Sines. Não há lugar a qualquer compensação”, frisou.

Já em relação aos trabalhadores da central, o primeiro-ministro referiu que está “a ser desenvolvido pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional um projecto financiado pelo fundo ambiental tendo em vista estudar as necessidades de requalificação“.

Foto: © Reuters

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s