Portugal é um dos países europeus onde mais pessoas não vão ao médico por razões financeiras.

717697.png

Dados publicados, na passada quarta-feira, pelo Eurostat, revelaram que Portugal está em sexto lugar na lista dos Estados-membros onde as pessoas não foram ao médico por falta de meios financeiros (1,6%) em 2018. Ainda assim, o país fica acima da média da União Europeia, que é de 1,0%.

O país onde a taxa de pessoas que não consegue pagar os cuidados médico é maior é a Grécia, com 8,3%. Segue-se a Letónia (4,2%), a Roménia (3,4%), Itália (2,0%), Bélgica (1,7%), Portugal (1,6%), Bulgária (1,5%), Chipre (1,4%) e Polónia (1,1%).

Destaque para países como a República Checa e a Finlândia, cuja taxa é de 0,0%, e como a Alemanha, Espanha, Malta, Holanda, Áustria, Eslovénia, Suécia e Reino Unido, 0,1%.

De acordo com o Eurostat, 3,6% das pessoas com 16 ou mais anos disseram que não receberam os cuidados médicos de que necessitavam porque “era muito caro” (1,0%), devido às “listas de espera” (0,9%), porque “queriam esperar para ver se o problema melhorava por si próprio” (0,6%) ou por alegada falta de tempo (0,3%).

Em Portugal, 1,6% das pessoas não foram ao médico por falta de meios financeiros, 0,6% porque queriam ver se o problema melhorava por si próprio, 0,4% por alegada falta de tempo, 0,4% devido às listas de espera, 0,3% por ter medo de médicos, hospitais ou exames, 0,1% porque era demasiado longe e 0,3% por outras razões.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s