Quebra global no segmento contentorizado.

maxresdefault

No ano passado entre Janeiro e Novembro, registou-se uma quebra global dos portos na ordem dos 8%, apresentando um saldo total de 2,53 milhões de TEU, segundo dados da AMT – Autoridade da Mobilidade e dos Transportes. Parte da influência deste balanço, foi o resultado negativo do Terminal XXI, com uma quebra abrupta de -282,7 mil TEU, provocando uma enorme redução de -17,6% face a igual período de 2018. O Transhipment que ainda vale 68,2% dos volumes do Terminal, teve uma queda de -27,6%, de pouco valendo o crescimento de +16,9% do hinterland do porto. Apesar do resultado drástico, manteve-se a liderança neste segmento de mercado, com uma quota de 52,2%, embora muito inferior em -6,1 % à que registava no período homólogo de 2018.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s