Autarcas acusam Marta Temido de impor “lei da rolha” e questionam números nacionais: “Os dados da DGS não são fiáveis”.

28584869_770x433_acf_cropped-1

“Censura”, “lápis azul”, “lei da rolha”. Vários presidentes de câmara, sobretudo da zona norte do País, onde os números de infeção pelo novo coronavírus são mais elevados, têm reagido com estes termos à decisão esta sexta-feira comunicada pelo ministério de Saúde que passa a impedir os delegados de saúde de comunicarem às autarquias os dados epidemiológicos da Covid-19.

Através de comunicados ou entrevistas, os autarcas de Chaves, Valpaços, Vale de Cambra, Boticas e Espinho lamentaram e criticaram a medida, que pretende fazer do boletim divulgado diariamente pela Direção-Geral de Saúde (DGS) a única fonte de informação sobre a Covid-19 em Portugal. Alguns, depois de o fazerem, decidiram ainda informar a população que não tencionam cumprir a ordem emitida pelo ministério dirigido por Marta Temido.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s