João Galamba dá como certo encerramento antecipado da central de Sines.

14022020filipeamorim3237_1280x720_acf_cropped_770x433_acf_cropped

Segundo avança o Jornal online Observador, a central a carvão de Sines da EDP deverá encerrar antes da data limite imposta de 2023. A indicação foi dada pelo secretário de Estado da Energia durante uma apresentação aos interessados do novo leilão de potência solar que o Governo vai lançar este verão. João Galamba refere que com o “encerramento antecipado de Sines, que será mais cedo do que em 2023”, a linha de transporte de electricidade a que está ligada a maior central eléctrica do país, terá capacidade para integrar mais cedo a nova potência solar que vai agora a concurso. O segundo concurso de potência solar irá entregar capacidade de injecção na rede eléctrica para 700 MW de potência fotovoltaica. O calendário do fecho da central de Sines até 2023, foi estabelecido pelo Governo no ano passado e reafirmado no Plano Nacional de Energia e Clima. A eléctrica já constituiu aliás uma provisão de 100 milhões de euros nas contas de 2018 para financiar o processo de desmantelamento da central, mas uma das principais preocupações será com os postos de trabalho, cerca de 500 entre directos e indirectos. A desactivação das centrais a carvão faz parte da estratégia de descarbonização do Governo que, por seu turno, depende da existência de um reforço da capacidade de produção solar.

Foto: Filipe Amorim/Observador Fonte: Ana Suspiro/Observador

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s