Galp iniciou processo de rescisões e pré-reformas para 200 trabalhadores.

fotor_158807554788685

A Galp iniciou um programa de rescisões e pré-reformas que vai abranger cerca de 200 trabalhadores, o que corresponde a cerca de 3% do pessoal do grupo, confirmou a petrolífera. Depois dos representantes dos trabalhadores terem denunciado a existência de um plano social, fonte oficial da Galp confirmou à agência Lusa que serão abrangidas pelo plano de redução cerca de 200 pessoas, o que corresponde a cerca de 3% dos trabalhadores do Grupo, nos vários países onde a Galp tem actividade, “sendo a grande maioria através de pré-reformas”.  A Comissão Central de Trabalhadores (CCT) da Petrogal acusou a Galp de estar a esvaziar a empresa com um programa de rescisões e pré-reformas, que está a ser apresentado individualmente desde a semana passada. Este órgão representativo dos trabalhadores da petrolífera emitiu um comunicado a denunciar que a administração da Galp lançou mais um “Plano Social” que consiste em pré-reformas e rescisões por mútuo acordo. “O Plano Social representa o esvaziamento da empresa, que […] conduz a mais prestações de serviço, à substituição de trabalhadores da empresa por terceiros, à concentração de mais tarefas num número de trabalhadores cada vez mais reduzido”, considerou a CCT.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s