Covid-19. Acesso a novo apoio no ‘lay-off’ depende do salário-base.

Screenshot_20200619-101043_Chrome

O Conselho de Ministros aprovou, ontem, o complemento de estabilização, tendo em vista a atribuição de um apoio extraordinário a pagar em Julho aos trabalhadores que tiveram cortes salariais por causa do lay-off. Mas, afinal, vai chegar a quem tenha um salário-base bruto de até 1.270 euros, antes dos cortes, e não um vencimento total até esse valor. A informação, confirmada pelo “Jornal de Negócios” junto do Ministério do Trabalho, significa que podem ser abrangidos trabalhadores que pensavam que não teriam direito. O Governo confirmou ainda ao jornal que «o valor a pagar em Julho será de 100 a 351 euros, em função do valor da quebra de retribuição dos trabalhadores, sendo considerado o mês em que houve maior quebra de retribuição»  O apoio só será atribuído a quem tenha um salário base desse valor (mínimo de 635 euros e máximo de 1.270 euros) no mês de Fevereiro e um corte por causa do lay-off entre Abril e Junho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s