Alentejo foi “estrela” do verão com 71% de ocupação hoteleira em agosto.

De acordo com os resultados do inquérito “Impacto da COVID-19 na Hotelaria — 4.ª fase — Balanço do Verão / Perspectivas Outono”, divulgados recentemente, a região do Alentejo registou uma taxa de ocupação hoteleira de 71% no mês de agosto, tendo sido, por isso, apelidado pela responsável de “estrela” do verão, no que diz respeito a este indicador. No sentido oposto, a queda “mais violenta” foi observada na Área Metropolitana de Lisboa (AML), com taxas de ocupação de 10% em junho, 15% em julho, 25% em agosto e 24% em setembro. Segundo a Associação de Hotelaria de Portugal (AHP), a “hecatombe” na AML não se deve a questões de sazonalidade, mas sim ao cancelamento de eventos, como congressos e cimeiras, prevendo que a taxa de ocupação caia ainda mais na época festiva do final do ano. Os resultados mostram também que, desde o início de janeiro até ao final do primeiro semestre do ano, mais de 50% dos inquiridos verificaram uma quebra na taxa de ocupação entre 60% e 89%. Quanto aos preços da hotelaria, a média praticada nos meses de junho a setembro ficou cerca de 25% abaixo do mesmo período do ano passado, à excepção do Alentejo, a única região onde o preço médio este ano foi superior ao do ano passado (ficou ligeiramente acima dos 100 euros).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s