204 milhões de fundos europeus para o pós-fecho da central a carvão de Sines

O fecho das Centrais de Carvão de Sines e do Pego – que vai ocorrer até ao final de 2021 – vai trazer para Portugal 204 milhões de fundos europeus.

Um estudo da Comissão Europeia referia que as centrais nacionais de Sines e do Pego são as maiores emissoras de gases de estufa (GEE) em Portugal. O seu fecho afectará cerca de 650 postos de trabalho directos e terá uma profunda alteração nas economias regionais.

Deste modo, este fundo destina-se ao desenvolvimento de novas actividades económicas das populações destes locais e a Portugal caberão 204 milhões de euros de fundos europeus para descarbonizar a economia.

O principal objectivo deste fundo é reconverter a indústria de produção de energia após a eliminação da produção de eletricidade a carvão e os fundos vão chegar entre 2021 e 2027.

Polónia, Alemanha, Roménia, República Checa e Bulgária são os países que mais depende do carvão e serão também aqueles que receberão mais fundos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s