Ana Moura abre restaurante em Porto Covo.

No nome do novo restaurante de Ana Moura está boa parte da explicação dos motivos que a levaram a deixar Lisboa, onde até agora chefiava a Bacalhoaria Moderna – que, entretanto, encerrou – para rumar ao litoral alentejano, segundo noticia do site Mesa Marcada. É que Lamelas é o nome da família materna e o seu avô era uma figura bem conhecida em Porto Covo, local de férias e de ligação afectiva. O novo restaurante, com vista para a baía desta bem conhecida vila da Costa Vicentina, terá 40 lugares e deverá abrir já a 3 de Maio, se houver autorização para tal.  “Vou procurar fazer uma cozinha baseada nos produtos locais, de sabores alentejanos, mas ao meu estilo”, disse Ana Moura ao Mesa Marcada. “Haverá, claro, muito peixe desta costa, que é óptimo, mas, por exemplo, receitas à base de pão, como açordas ou migas. E teremos também muitos vinhos desta região”. 

É a primeira experiência em restaurante próprio desta chefe de 36 anos que começou por trabalhar no Eleven durante dois anos e que depois, por indicação de Joachim Koerper, chefe do conhecido restaurante lisboeta, seguiu para várias experiências em restaurantes espanhóis, incluindo o Arzak, o célebre três estrelas Michelin de San Sebastián, onde permaneceu um ano. De volta a Lisboa, chefiaria o Cave 23 entre 2015 e 2017 e, depois, já em 2019, a Bacalhoaria Moderna.

Ana Moura diz não temer sair dos grandes centros urbanos e acredita que em Porto Covo há uma população com bom poder de compra e interesse pelo seu tipo de cozinha, o que lhe permitirá manter o Lamelas aberto ao longo do ano, para almoço e jantar, embora preveja naturalmente maior afluência nos meses de Verão e aos fins de semana. “Acho que se fosse há dois anos, antes da pandemia, dificilmente faria uma aposta destas. Mas, de qualquer maneira, já na altura tinha a sensação, que partilhava com vários amigos cozinheiros, de que Lisboa estava sobrelotada de restaurantes, que, mesmo com os turistas, não havia espaço para todos. Sempre procurei acrescentar alguma coisa na cozinha que faço e creio que em Porto Covo encontrei um bom local para o demonstrar”, conclui.

Artigo original: Duarte Calvão

Fotografia: Carolina Torres

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s