Rede importava cocaína em sacos de carvão através do Porto de Sines

A Polícia Judiciária esteve envolvida numa complexa operação de combate ao tráfico de cocaína no País Basco, que resultou no desmantelamento de uma das mais importantes organizações criminosas de distribuição de droga naquela região, que usava o Porto de Sines para importar a droga em sacos de carvão.

A operação, denominada “Carvão”, envolveu a Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes da Polícia Judiciária, e a Unidad de Drogas y Crimen Organizado do Cuerpo Nacional de Policia de Espanha.

A organização agora desmantelada era liderada por um indivíduo com largos antecedentes policiais e “socorria-se de diversas empresas para proceder à importação de grandes quantidades de cocaína em contentores”, revela a PJ, em comunicado. No decurso da investigação, que em Portugal se iniciou há mais de um ano, a PJ soube que a droga poderia estar a entrar na Península Ibérica através de portos nacionais.

A PJ, em articulação com a Autoridade Tributária e Aduaneira, localizou no Porto de Sines dois contentores de carvão provenientes de um país da América Latina, “num dos quais se ocultava uma importante quantidade de cocaína acondicionada em várias dezenas de sacos dos mais de 1.300 que acondicionavam o carvão”.

“A droga em causa, que à vista desarmada se confundia inteiramente com pedaços de carvão, foi transformada na origem através de um complexo processo químico normalmente utilizado por cartéis colombianos e mexicanos na dissimulação da cocaína, tornando, dessa forma, extremamente difícil a sua deteção”, sublinhou a Judiciária.

Após a detecção da cocaína, e verificando-se que se destinaria provavelmente a Espanha, o Ministério Público de Santiago do Cacém autorizou que se procedesse a uma entrega controlada e os contentores foram seguidos, sempre sob apertada vigilância policial e durante mais de 800 quilómetros, até um armazém situado na cidade de Medina del Campo, na região de Castilla y León, em Espanha, onde a droga, num total de 862 quilos, foi apreendida e se procedeu à detenção de três homens, entre eles o alegado líder da organização criminosa.

Esta operação conjunta, à semelhança de outras que têm sido realizadas no domínio do combate ao tráfico ilícito de estupefacientes, resulta da articulação e permanente troca de informação entre a Polícia Judiciária e o Cuerpo Nacional de Policia de Espanha, refere a PJ.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s