Iuri Leitão mostra credenciais em Sines

Ao segundo dia da Volta ao Alentejo/1º Grande Prémio CMTV, um português reinou no pelotão. Trata-se de Iuri Leitão, o jovem que em novembro se deu a conhecer pelos feitos conseguidos na … pista, quando conquistou nos Europeus três medalhas: ouro em scratch, prata na eliminação e o bronze em omnium.

Mas ontem o ciclista da Tavfer-Measindot-Mortágua brilhou na estrada, ao impor-se na segunda etapa, em Sines, depois de na véspera, em Beja, ter sido segundo, atrás do espanhol Juan José Lobato (Euskadi). E com a vitória, conseguiu a dobradinha, ou seja, passou a ser também o líder da prova, que esta está na estrada pela 38ª vez.

Mas afinal de contas como se define Iuri Leitão? “ Como ciclista de pista e sprinter de estrada, a minha especialidade é o sprint, é aí que tenho apostado mais”, contou-nos o novo camisola amarela da Volta ao Alentejo, que ontem acabou por impedir outra vitória espanhola, com Mikel Aristi (Euskadi) a ser segundo e David González (Caja Rural) a fechar o pódio.

“Foi uma etapa que custou bastante. Foi longa (quase 200 quilómetros), com muito calor (chegou aos 36 graus). O final era à beira mar, muito técnico e a chegada ao meu jeito. Sabia que podia estar bem”, sublinhou o ciclista da formação de Mortágua, para quem a ambição da equipa não fica por aqui. “No primeiro dia também queríamos vencer a etapa, foi por pouco, mas não estamos aqui para desistir. Todos os dias partimos com a mesma ambição e vamos dar sempre o nosso melhor”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s