Sines mantém risco elevado de transmissão.

De acordo com os dados apresentados hoje pelo Governo, Sines continua a integrar o grupo de concelhos classificados como de risco elevado de transmissão de Covid-19, ou seja, com uma taxa de incidência superior a 120 casos por cem mil habitantes nos últimos 14 dias.          
Estes concelhos passam a estar abrangidos pela exigência de certificado digital ou teste negativo no acesso a restaurantes para serviço de refeições no interior às sextas-feiras a partir das 19h00 e aos sábados, domingos e feriados durante todo o dia.  
Assim, o funcionamento destes estabelecimentos está permitido até às 22h30. Esta regra entra em vigor às 15h30 de sábado, dia 10 de julho. 
É também prolongada a limitação de circulação na via pública a partir das 23h00. 
Além destas regras específicas para os concelhos de risco elevado e muito elevado, o Executivo determinou a exigência de certificado digital ou teste negativo para o acesso a estabelecimentos turísticos e de alojamento local em todo o território continental, independentemente do nível de risco de cada concelho. 
Para estes fins são admitidos quatro tipos de testes: 
Teste PCR, realizado nas 72 horas anteriores à sua apresentação; 
Teste de antigénio com relatório laboratorial, realizado nas 48 horas anteriores à sua apresentação; 
Teste rápido de antigénio na modalidade de autoteste, realizado nas 24 horas anteriores à sua apresentação na presença de um profissional de saúde ou da área farmacêutica que certifique a sua realização e o seu resultado;
Teste rápido de antigénio na modalidade de autoteste, realizado no momento, à porta do estabelecimento que se pretende frequentar, sob verificação dos responsáveis por estes espaços. 

Em resumo, a lista de regras em vigor no concelho de Sines passa a ser a seguinte:  

Limitação da circulação na via pública a partir das 23h00; 
Restaurantes podem funcionar até às 22h30. Às sextas-feiras a partir das 19h00 e aos sábados, domingos e feriados durante todo o dia, o acesso a restaurantes para serviço de refeições no interior está permitido apenas aos portadores de certificado digital ou teste negativo. A limitação do número do número de pessoas por mesa mantém-se: máximo de 6 pessoas por mesa no interior e de 10 pessoas por mesa na esplanada; 
Exigência de certificado digital ou teste negativo para o acesso a estabelecimentos turísticos e de alojamento local; 
Teletrabalho obrigatório quando as atividades o permitam; 
Espetáculos culturais até às 22h30; 
Casamentos e batizados com 50 % da lotação; 
Comércio a retalho alimentar, não alimentar e prestação de serviços até às 21h00; 
Permissão de prática de todas as modalidades desportivas, sem público; 
Permissão de prática de atividade física ao ar livre e em ginásios; 
Eventos em exterior com diminuição de lotação, a definir pela Direção-Geral da Saúde (DGS); 
Lojas de Cidadão com atendimento presencial por marcação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s