País passa a estado de contingência e vai para a 2ª fase de desconfinamento

A ministra Mariana Vieira da Silva (que nas férias do primeiro-ministro e dos dois ministros de Estado antes dela) exerce as funções de primeira-ministra, começou por avançar na conferência de imprensa do Conselho de Ministros, que o país está agora em estado de contingência — deixa de estar em calamidade.

A fase dois avança segunda-feira e inicia por aumentar número de pessoas de 6 para oito nas mesas interiores de restaurantes e café, os casamentos e baptizados terão lotação de 75%, bem como os eventos culturais, e os serviços públicos passam a não ter marcação prévia (neste caso só a partir de 1 de setembro).

Quanto às medidas gerais, a ministra diz que se mantêm horários de agosto para o comércio e que o certificado ou o teste negativo continuam a ser exigidos ao fim de semana na restauração e nas viagens, bem como nos ginásio e eventos desportivos com mais de mil pessoa ou de 500 pessoas, em caso de ambiente fechado.

A ministra lembra que apesar do quadro optimista a pandemia já “surpreendeu” antes, por isso é preciso manter os comportamentos individuais e evitar ajuntamentos, assim como um “permanente acompanhamento” da saúde de cada um, sem desvalorizar sintomas e testando regularmente.

Foto: ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s