Repsol relança petroquímica de Sines até 2025

Segundo avança o Jornal Económico, Portugal concederá incentivos de 63 milhões de euros à empresa espanhola para que investa 657 milhões de euros até 2025 em duas novas fábricas. Menos 343 milhões do que o montante que tinha proposto em 2008.

Treze anos após o presidente da Repsol, António Brufau, ter anunciado em Lisboa um investimento de mil milhões de euros na petroquímica de Sines – “congelado” devido às crises económicas e orçamentais dos anos seguintes –, o seu presidente executivo, Josu Jon Imaz, deu finalmente luz verde ao investimento do gigante espanhol na petroquímica, embora por um valor inferior em 343 milhões de euros ao que tinha sido proposto por Brufau em 2008.Para construir duas novas fábricas de produtos poliméricos em Sines, a Repsol pretende investir 657 milhões de euros até 2025, dispondo de incentivos fiscais ao investimento que podem ascender a 63 milhões de euros, visto que o Governo português atribuiu ao projecto industrial a categoria de Potencial Interesse Nacional (PIN).Em julho, a Repsol tomou uma decisão sobre o investimento que vai concretizar em Sines até 2025, sendo certo que vai construir uma fábrica de polietileno linear (PEL) e uma fábrica de polipropileno (PP), cada qual com capacidade instalada para produzir 300 mil toneladas por ano, recorrendo a tecnologias que vão garantir a máxima eficiência energética e que serão as primeiras do género a serem instaladas na Península Ibérica.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s