Paragem em Sines vai custar até 10 milhões à Galp

Segundo avança o Jornal de Negócios, o acidente na unidade de destilação atmosférica da refinaria de Sines, que teve lugar no início de outubro, deverá custar entre “10 a 12 milhões de dólares” à Galp, ou seja, entre 8,5 e 10,3 milhões de euros. A informação foi adiantada esta segunda-feira pelo responsável pela unidade de produção e operações da empresa, Thore Kristiansen, numa conferência com analistas, no âmbito da apresentação das contas trimestrais da Galp. 

“Tivemos um problema operacional na unidade de destilação atmosférica que vai precisar de reparação. Os trabalhos de reparação já começaram e vão ter impacto nos nossos custos de capital no quarto trimestre. As nossas melhores previsões apontam para que gastemos entre 10 a 12 milhões de dólares com as reparações”, revelou o responsável. Os trabalhos deverão estar terminados até ao final do ano, “a não ser que haja surpresas durante os trabalhos de reparação”, explicou Thore Kristiansen.

Do acidente, que teve origem na explosão de um forno da unidade de destilação atmosférica, não resultaram feridos, acrescentou o CEO da Galp, Andy Brown. “Mas obrigou-nos a parar a produção temporariamente”, revelou. 

Em simultâneo, a empresa começou esta semana uma operação de manutenção da unidade de hidrocraqueamento de gasóleo pesado (Hydrocracker), que deverá durar 20 dias. A Galp antecipa que estas duas condicionantes tenham impacto nas margens de refinação durante o quarto trimestre de 2021. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s