Climáximo avança para bloqueio à Refinaria da Galp.

Segunda avança um artigo no Esquerda.net, site do Bloco de Esquerda, para “o movimento climático, a declaração final da COP26 foi “o último suspiro deste processo enquanto ideia de espaço participativo”.

“Activistas orientam-se para a acção, a organização e o seu programa. Esta quinta-feira irão bloquear a Refinaria de Sines por uma transição justa para quem lá trabalha.”

Segundo o artigo, a acção de bloqueio será em articulação global com a campanha Collapse Total.

Segundo o mesmo artigo, as “razões desta acção são claras. Os ambientalistas sabem que “não há qualquer transição energética em curso, só a expansão de renováveis no Norte Global e a expansão de fósseis por todo o mundo”.

Avançam que “querem exigir que “não aconteça o mesmo que na Refinaria em Matosinhos, em que os trabalhadores foram abandonados e a produção simplesmente foi deslocada de Matosinhos para Sines, sem qualquer impacto em termos de emissões” e pretendem alertar para a necessidade de cortar 75% das emissões em Portugal até 2030, num processo social e político sem paralelo na nossa história.”

“Desta forma, assumem a sua “responsabilidade enquanto movimento, pela história que tem de ser construída para travar o colapso climático”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s