Hidrogénio verde deve começar a ser produzido em Sines em 2025

Segundo avança o Dinheiro Vivo, é a partir da central termoelétrica de Sines vai começar-se a produzir hidrogénio renovável (leia-se verde) dentro de quatro anos, graças ao projeto GreenH2Atlantic. Este projecto é responsabilidade de um consórcio de 13 entidades e acaba de ser selecionado por Bruxelas para ser apoiado por um fundo de 30 milhões de euros, no âmbito do programa Horizon 2020 – Green Deal, foi anunciado hoje.

“Um consórcio de 13 empresas e parceiros de investigação foi selecionado pela Comissão Europeia no âmbito do Green Deal para desenvolver um projeto de produção de hidrogénio verde de 100 MW [megawatts] em Sines”, lê-se num comunicado da EDP, que integra o projeto.

O consórcio integra também a Galp, a Martifer, a Efacec, a Engie, a Bondalti, a Vestas e a McPhy, a ISQ, o INESC-TEC, a DLR, a CEA e a Axelera. Com autorização da Comissão Europeia, que apoia o projecto GreenH2Atlantic com 30 milhões, estas entidades preveem iniciar a construção da unidade industrial em Sines em 2023, devendo iniciar-se a produção de hidrogénio verde em 2025.

A nova unidade vai localizar-se no terreno da central termoelétrica de Sines, encerrada no início deste ano. O carvão dará, assim, lugar ao hidrogénio verde, “em linha com a estratégia e objetivos europeus de neutralidade carbónica”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s