EDP: Sines integra Programa que vai investir 300M€ até 2030.

Com o foco principal na Transição Energética Justa, a EDP vai investir em iniciativas no âmbito do combate à pobreza energética, da promoção do acesso à energia e de eficiência energética, e da implementação de soluções de acesso à energia solar ou mobilidade elétrica. Uma aposta na qual a EDP se compromete a investir mais de 300 milhões de euros até 2030 através de um novo programa global de investimento social, que irá desenvolver, promover e coordenar as diferentes iniciativas nesta área. A EDP pretende demonstrar assim o seu compromisso em acelerar a descarbonização e atingir a neutralidade carbónica, sem deixar ninguém para trás. Prevê-se que estas iniciativas de promoção de uma transição energética justa representem cerca de 45% deste investimento total até 2030.

Em paralelo, a EDP mantém o acesso à Cultura como um eixo-chave da sua estratégia social. O grupo tem um largo histórico de investimento nesta área, que se reflete no seu papel em ativos como o MAAT, a Central Tejo ou o Museu de Língua Portuguesa no Brasil e acredita na relevância da cultura para o desenvolvimento das sociedades.

Todos os projectos de âmbito social desenvolvidos no grupo terão, a partir de agora, uma nova identidade comum –EDP Y.E.S. – You Empower Society –, uma marca global e transversal que permitirá contar uma narrativa integrada sobre os vários projetos sociais da EDP, destacando o seu impacto positivo na sociedade.

O investimento, acima de 30 milhões de euros por ano, será feito através de diferentes veículos, como as fundações em Portugal, Espanha e Brasil e as diferentes unidades de negócio.

“A emergência climática que vivemos exige ambição, compromisso e a colaboração de todos por uma transição energética mais rápida e justa. Ninguém pode ficar para trás neste caminho e é nesse sentido que a EDP está a reforçar a sua aposta num programa social mais ambicioso e com maior impacto nas comunidades. Queremos fazê-lo através de iniciativas de combate à pobreza energética e de acesso a energia, promovendo também a educação e a cultura. Na EDP, assumimos como missão gerar mudanças positivas e estou confiante de que o novo programa Y.E.S. será um importante contributo para atingir esse objetivo”, assume Miguel Stilwell d’Andrade, presidente executivo da EDP.

Entre as acções previstas já em 2022 contam-se o programa Futuro Ativo Sines, um exemplo de projectos de reconversão de centrais termoelétricas em centros de produção de energia verde, com o apoio a iniciativas de empreendedorismo sustentável, formação em energias renováveis ou melhoria das condições energéticas para as famílias.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s