BE preocupado com pedido de prospecção de minério no Litoral Alentejano

O pedido de atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais de cobre, chumbo, zinco, ouro, prata e metais na área designada “Cercal” foi apresentado pela empresa Emisurmin Lda à Direcção-Geral de Energia e Geologia.

A consulta pública do projeto, que abrange cerca de 164,1 quilómetros quadrados nos concelhos de Sines, Santiago do Cacém e Odemira, no litoral alentejano, está a decorrer, por um período de 40 dias, até 20 de maio. Em comunicado, a concelhia de Santiago do Cacém do Bloco de Esquerda (BE) disse que a prospecção e pesquisa de minério vai fazer aumentar “a pressão ambiental sobre Cercal do Alentejo, onde ainda paira a intenção de implantação de centenas de hectares de painéis fotovoltaicos, sem qualquer respeito pelas populações e pelo território”. “Esta prospecção, que prevê sondagens profundas, causará danos e impactos irreparáveis, ao nível do património, da morfologia e dos aquíferos”, lê-se no comunicado. De acordo com o BE, a empresa Emisurmin Lda é subsidiária da Matsa e, além de manifestar interesse “pelo potencial mineral na região”, pretende “iniciar um processo de prospecção, durante três anos, com o custo aproximado de um milhão de euros”. A ser aprovado o pedido, os trabalhos vão decorrer “em zonas muito condicionadas do ponto de vista ambiental”, como o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV), Zona Especial de Conservação (Rede Natura 2000), Reserva Ecológica Nacional e Reserva Agrícola Nacional, alertou o BE. A operação poderá hipotecar “indiscriminadamente valores e sistemas naturais”, alegou a concelhia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s