Fórum Económico Mundial destaca projecto de transição justa em Sines

O Fórum Económico Mundial lançou uma nova iniciativa que pretende incentivar a mudança dos combustíveis fósseis para energias limpas. O ‘Coal to Renewables Toolkit’ – apresentado durante a última reunião de líderes mundiais, que decorreu na passada semana em Davos – pretende ser uma espécie de guia global para a transição energética que reúne uma lista de boas práticas e casos de sucesso em diferentes países.

Um desses casos em destaque é o Futuro Ativo Sines, um programa promovido pela EDP para apoiar as comunidades locais no processo de transição após o fecho da central a carvão, que foi um dos maiores centros produtores de energia do país. Os planos passam agora por reconverter o espaço da central de Sines num centro de produção de energia verde centrado, em especial, no hidrogénio renovável. Criado com o objectivo de minimizar o impacto do encerramento da central junto dos trabalhadores e de outras actividades, o Futuro Ativo Sines tem lançado várias iniciativas. Uma dessas acções foi o lançamento do programa de empreendedorismo Nau, que apoia a criação de pequenas empresas no território – na edição em curso, já foram selecionados 17 projectos que estão actualmente em desenvolvimento. Uma marca de roupa sustentável, um laboratório de sabão artesanal, uma consultora em agroturismo, uma rede social para eventos ou um atelier de confeitaria que aproveite os excedentes alimentares estão entre essas 17 ideias de negócio selecionadas pelo programa Nau. Estes pequenos negócios, que envolvem alguns ex-trabalhadores da central de Sines, têm potencial de criação de 40 postos de trabalho directos. Outra das iniciativas foi a criação de um gabinete de apoio social em Sines (GLES), em parceria com entidades locais, que ajuda a identificar oportunidades de trabalho ou de criação do próprio emprego. Foi também desenvolvido um programa de formação em energias renováveis para antigos trabalhadores da central, entre outras iniciativas que visam dinamizar a economia local e apoiar as comunidades mais impactadas com o fecho da central. O programa desenvolvido pela EDP em Sines junta-se assim a uma selecção de outros case studies internacionais identificados pelo Fórum Económico Mundial para integrarem este ‘toolkit’. Desenvolvido em parceria com a consultora Accenture, o guia pretende reunir as melhoras práticas, ferramentas, tecnologias e mecanismos de financiamento em diferentes mercados que possibilitam uma transição justa para as energias renováveis.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s