Os novos desafios para o Porto de Sines

A digitalização, a par com a transição energética, tem sido um dos maiores desafios que as administrações portuárias têm vindo a enfrentar, devido ao papel decisivo dos portos no abastecimento energético do país. As drásticas reduções na movimentação de produtos fósseis limitam, naturalmente, a capacidade de investir em infraestruturas e têm impacto na sustentabilidade do negócio portuário. Por outro lado, as autoridades portuárias devem procurar introduzir fontes de “energia verde”, como a energia fotovoltaica, eólica ou das ondas, assim como apoiar o desenvolvimento de projetos inovadores e de combustíveis alternativos. Desta forma, o Porto de Sines tem estado profundamente empenhado no papel de Community Manager, nomeadamente no que diz respeito aos três pilares definidos no Plano Estratégico: Inovação e Digitalização; Transição Energética e Sustentabilidade, bem como o reforço do mercado do hinterland, particularmente ao nível da ferrovia, onde estamos a melhorar a conexão com Espanha. Ainda no âmbito das orientações estratégicas para o Porto de Sines, estão a ser desenvolvidas várias iniciativas em estreita cooperação com a comunidade portuária, de destacar o Pacto de Inovação NEXUS, um projeto das Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) liderado pela APS. Este consórcio é constituído por 35 parceiros representantes da cadeia de valor, que partilham a ambição de produzir e desenvolver um ecossistema de 31 produtos e serviços inovadores, com vista a alcançar uma agenda de transição Verde e Digital no setor dos transportes e multimodal. A Agenda NEXUS compreende 3 categorias principais, uma plataforma de open data; aplicações e serviços; e ativos de hardware, tendo sempre em vista o cumprimento das metas de descarbonização definidas pela União Europeia, que se traduzem numa redução de 55% das emissões de CO2 até 2030.O consórcio reúne desde autoridades portuárias, operadores marítimos, portos secos, terminais, fornecedores e tomadores de tecnologia, a importadores e exportadores, sendo um projeto apoiado por universidades e institutos de investigação, cuja competência e perícia irá desempenhar um papel importante no cumprimento desta agenda pioneira. O NEXUS é um exemplo de como APS tem vindo a enfrentar com determinação este novo desafio da transição energética e da digitalização, assumindo um papel impulsionador e coordenador na comunidade portuária como um todo, contribuindo para o crescimento sustentável em todas as vertentes e assegurando, em simultâneo, o abastecimento do seu hinterland, assumindo-se como um “porto verde”. Em suma, estamos a contribuir para um corredor logístico muito mais eficiente, descarbonizado e ágil.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s