Galp distinguida por boas práticas ambientais.

1020221.jpeg

A Galp, ( Juntamente com a Navigator ), faz parte de um total de 76 companhias a nível europeu que foram distinguidas, em Bruxelas, pelas boas práticas ambientais, adoptando medidas de poupança de água e contra as alterações climáticas.

Em causa estavam os “CDP Europe Awards”, distinções atribuídas pela associação internacional sem fins lucrativos Carbon Disclosure Project (CDP), que analisa anualmente o impacto ambiental das grandes companhias para promover a mudança de hábitos.

No relatório relativo a 2018, foram analisadas medidas adoptadas por 859 empresas europeias, das quais apenas 76 obtiveram a classificação mais elevada, a ‘A’, por serem consideradas pioneiras em termos ambientais. Em Portugal, foram nove as empresas analisadas e, destas, duas foram distinguidas, segundo o relatório, a que a agência Lusa teve acesso.

Em causa está o grupo Galp Energia, que obteve a nota ‘A’ pelas medidas adotadas para a poupança de água, e a companhia de papel The Navigator Company, que conseguiu esta distinção pelas suas ações de combate às alterações climáticas.

O relatório aponta a Galp como um exemplo, realçando que a empresa “colocou um particular foco em melhorar a reutilização da água nas suas duas principais refinarias em Portugal”, localizadas em Sines e em Matosinhos, ao ter “investido em novas tecnologias”.

Dados referidos no relatório apontam que, entre 2012 e 2017, a Galp aumentou em 21% a reutilização da água, ao mesmo tempo que reduziu em 12% o consumo total da água e em 10% as descargas de águas residuais.

Anúncios

Bombeiros de Sines auxiliam parto em ambulância.

52315707_1476211265846224_3544839553967718400_o.jpg

Os Bombeiros Voluntários de Sines, juntamente com os membros do Vmer auxiliaram o parto de uma bebé de seu nome Carolina, que nasceu pelas 22 horas perto da Serra de Grândola. A ambulância que iria levar a grávida ao Hospital de São Bernardo em Setúbal, teve, perante as circunstâncias, de parar para efectuar o parto, tendo após o mesmo, seguido viagem para o seu destino.

Alunos da Escola Secundária discutiram o que é ser Siniense.

980siniense_1_980_2500.jpg

Dezassete alunos da turma 2.º TAP da Escola Secundária Poeta Al Berto discutiram, no passado  dia 13 de fevereiro, o tema “Ser siniense”.

A iniciativa aconteceu na sequência do projecto com o mesmo nome, promovida em 2018 pela Câmara Municipal de Sines, através do Arquivo Municipal e do Serviço Educativo e Cultural do Centro de Artes de Sines, no âmbito do Ano Europeu do Património Cultural.

Os alunos discutiram quais as referências culturais de Sines na actualidade, as personalidades marcantes no concelho e quais são os principais elementos do seu património, a partir dos resultados do inquérito e das suas próprias respostas.

Sines aposta na Musicoterapia para melhorar sucesso escolar.

980musico_1_980_2500.jpg

A acção “Musicoterapia”, integrada na operação Aprender Fora de Portas – Planos e Projectos Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar, teve início a 11 de fevereiro de 2019, na Escola das Artes do Alentejo Litoral.

Esta ação visa proporcionar sessões de musicoterapia através da utilização da música e dos seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia) por um musicoterapeuta qualificado.

A musicoterapia potencia uma melhor qualidade de vida, através da prevenção e reabilitação, estimulando a autoestima de cada participante.

O público-alvo do projecto são alunos das escolas agrupadas e não agrupadas do concelho de Sines do 1.º ao 3.º ciclo, casos de insucesso escolar, situações de desmotivação e baixa autoestima associadas a experiência de insucesso, alunos em risco de abandono ou absentismo escolar e alunos em risco de exclusão social.

As inscrições são gratuitas e limitadas, sendo dada prioridade aos encaminhamentos das escolas.

Para mais informações contactar o serviço de Educação da Câmara Municipal de Sines pelo email educacao@mun-sines.pt ou pelo telefone 269 630 639.

A operação “Aprender Fora de Portas” tem como objectivo a melhoria do sucesso educativo e a redução do abandono escolar no concelho de Sines, promover a igualdade no acesso ao ensino, a melhoria do sucesso educativo dos alunos e a qualidade e eficiência do sistema de educação, através de um conjunto de actividades/acções que visam especificamente a prevenção do abandono e absentismo e a melhoria do sucesso escolar.

A operação é um investimento de 554 633,04 € comparticipado em 85% pelo Fundo Social Europeu, no âmbito do programa operacional Alentejo 2020 / Portugal 2020. A comparticipação da União Europeia é de 471 463,58 € e a comparticipação pública nacional, assegurada pelo município de Sines, totaliza 83 199,46 €.

Exposição: Flash Forward | Gonçalo Beja da Costa no CAS

980flash_1_980_2500.jpg

Flash Forward trata de um conjunto de trabalhos que começaram a ser planeados nos últimos dois anos. A série encontrava-se em aberto. As muitas dezenas de recolhas realizadas ainda não conformavam uma série, no sentido de um conjunto fechado. Trata-se da continuação de um trabalho de pesquisa no campo, fotográfico e plástico. Imagens de cadáveres de animais, imagens de árvores, dos seus troncos, objetos encontrados nos grandes fogos no norte do País em 2017. Foi a partir dessa indefinição que surgiu a possibilidade de produzir uma situação que, de uma forma envolvente para o espectador, o introduzisse num percurso que à primeira vista aparenta ser uma criação de cenários. Uma reflexão de afirmação de problemas espaciais, corporalizando-se em processos que se podem sintetizar na utilização de objetos colocados no chão face a obras de parede. No Centro Cultural Emmerico Nunes – Terça a domingo (excepto feriados), 15h00-19h00 | Org. Centro Cultural Emmerico Nunes | Até 24 de Março.

Rotary de Sines cresce e ajuda a pintar Cercisiago

Rotary-Sines-Eduardo-Bandeira-João-Raposo-Carlos-Silva

edifício e os muros da cooperativa Cercisiago  Cooperativa de Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas de Santiago foram pintados com o apoio da PSA, empresa concessionária do Terminal XXI do Porto de Sines, a pedido do Rotary de Sines, que desempenhou nesta acção um papel de ligação “entre a necessidade e a vontade”, como disse o presidente do clube.

Eduardo Bandeira considerou depois, no jantar que encerrou o dia, a entrada de cinco novos sócios como um “grande salto qualitativo”, que reforça o grupo. Os novos membros são Carlos Silva, antigo empresário e vereador, que é hoje chefe de gabinete do presidente da Câmara de Sines; João Raposo, jovem empresário do turismo, da ‘Emviagem’, distinguido recentemente com prémios nacionais;João Campos, jovem advogado sineense, Gisela dos Santos, jovem psicóloga ligada ao projecto ‘Viver+Sines’ e Ana Rita, assistente social coordenadora da Rede Local de Intervenção de Sines.

Galp: CGTP apela ao diálogo entre a administração e trabalhadores em greve.

Fotor_155025353885539.jpg

A CGTP,  através do seu secretário-geral Arménio Carlos, criticou ontem a atitude e postura da administração da Galp Energia e apelou ao “diálogo” com os sindicatos para a resolução do conflito entre empresa e trabalhadores que estão em greve há 43 dias consecutivos. “Porque razão é que a Galp continua a manter este conflito quando o pode resolver pela via do diálogo e da negociação”, questionou Arménio Carlos, que juntou-se ontem a uma concentração de trabalhadores junto à portaria principal da refinaria de Sines da Petrogal. Em declarações, o secretário-geral da CGTP lembrou que a greve dos trabalhadores “em defesa da contratação colectiva, pela manutenção dos direitos laborais e sociais e contra a repressão” já conduziu a “uma redução de 36 milhões de euros nas exportações” da Galp.