Sines de fora das “Autarquias Familiarmente Responsáveis”

oafr.jpgSines ficou de fora dos municípios portugueses distinguidos este ano com a Bandeira Verde do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis pelas práticas amigas das famílias. A distinção visa premiar as autarquias mais familiarmente responsáveis que, através das suas políticas de apoio às famílias, munícipes e trabalhadores municipais, se destacam por mais e melhores práticas adoptadas. A adesão ao Observatório constitui, por outro lado, um compromisso para a construção de comunidades sustentáveis e amigas das famílias. Aderiram a este projeto 115 dos 308 municípios portugueses, sendo que nos 13 Concelhos do Distrito de Setúbal somente Palmela e Montijo foram distinguidos. o distrito de Setúbal e nove no conjunto dos 18 que integram a Área Metropolitana de Lisboa. A cerimónia de entrega das bandeiras verdes do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis decorrerá no dia 29 de Novembro, no Auditório da Fundação CEFA (Centro de Estudos e Formação Autárquica), em Coimbra.

Anúncios

Mário Rui vence André Silva e segue líder em Itália.

image.jpg

Em duelo de Portugueses, o Sineense Mário Rui levou a melhor sobre o ex-portista André Silva numa vitória por 2-1 e aumentando a vantagem na liderança para 4 pontos depois da derrota da Juventus. No estádio San Paolo, Mário Rui foi titular, saindo aos 66 minutos. Num lance infortúnio entre Mário Rui e André Silva este saiu lesionado. Os golos foram marcados por Lorenzo Insigne e Zielinski para a equipa da casa e de Romagnoli para os visitantes.

Portugal quer acabar com Central de Sines em 2030

63110987

O Governo comprometeu-se a encerrar a Central Termoeléctrica de Sines até 2030, anunciou o ministro do Ambiente, na sua deslocação na Alemanha, mais concretamente na cidade de Bona para a Conferência das Nações Unidas para as Alterações Climáticas. O governante afirmou ainda que: “As centrais termoelétricas vão certamente ser encerradas em Portugal assim que tenhamos a capacidade de poder produzir energia a partir de fontes alternativas” sem sobressalto. O compromisso nesta matéria envolve ainda países como o Canadá, Reino Unido, França Holanda ou a Nova Zelândia. A declaração afirma um compromisso de esforço para acabar com as centrais de carvão, já que estas são das maiores responsáveis pelas emissões de gases com efeito de estufa que agravam as alterações climáticas.

IMI 2018 para Sines

imi_1_980_2500.jpg

A Assembleia Municipal de Sines aprovou, no dia 10 de novembro, a proposta da Câmara para redução da taxa de IMI de 0,36%, aplicada em 2017, para 0,355%, a aplicar em 2018.

O Município de Sines volta desta forma a baixar o imposto sobre prédios urbanos, tornando-o ainda mais baixo relativamente ao máximo estabelecido por lei (0,45%).

Considerando a taxa máxima, a taxa que a Câmara Municipal de Sines irá cobrar e os montantes da coleta de 2017 já apurados, o valor de IMI que será devolvido aos munícipes de Sines em 2018 está estimado em 1 milhão e 37 mil euros.

A este valor acrescem cerca de 21 mil euros para as famílias com dependentes, que irão beneficiar de reduções de IMI de 20 €, 40 € e 70 € para agregados com um, dois e três ou mais dependentes, respetivamente.

O IMI a cobrar no edificado da ZIL 2 voltará a ser objecto de um regime especial, com minoração das taxas em 20% para prédios comerciais, industriais ou para serviços e com majoração de 20% para prédios urbanos que se encontrem devolutos.

Em 2018, os prédios urbanos degradados em todo concelho serão objeto de uma majoração da taxa de IMI em 20% quando o estado de conservação não permita cumprir satisfatoriamente a sua função ou faça perigar a segurança de pessoas e bens.

No que concerne à participação variável no IRS a que o município tem direito, cuja taxa máxima prevista pela lei é de 5%, a autarquia irá manter em 2018 a taxa de 4,5% cobrada em 2017, ano em teve uma redução de 0,4 pontos percentuais face a 2016. A diferença da taxa máxima para a taxa a cobrar em Sines irá representar 84 mil euros devolvidos à comunidade siniense.

Na derrama, voltarão a ser isentados os sujeitos passivos com um volume de negócios que não ultrapasse os 150 mil euros no ano anterior, o que irá significar cerca de 20 mil euros que não serão cobrados às micro e pequenas empresas.

A Taxa Municipal de Direitos de Passagem será de 0,25%, ou seja, igual à de 2017.

As taxas de IMI, Direitos de Passagem e derrama para 2018 foram aprovadas por unanimidade pela Assembleia Municipal.

A taxa de participação variável no IRS foi aprovada por maioria, com os votos a favor do PS e contra da CDU e do SIM.

Pintura de António Caetano no CAS

g_expocaetano_1_980_2500.jpg

A Câmara Municipal de Sines inaugura, no dia 24 de novembro, às 16h00, no Centro de Artes de Sines, a exposição de pintura “Persistência do Mito”, de António Caetano.

Licenciado em Artes Plásticas, António Caetano nasceu e vive em Sines. Nesta primeira retrospectiva individual na maior sala de exposições da sua cidade, apresenta 17 telas e 50 desenhos que sintetizam uma vida de pintura marcada pela ligação do património da história da arte a temas contemporâneos.

Se num primeiro olhar a pintura de António Caetano nos leva para o mundo dos grandes mitos da Antiguidade clássica, sob essa capa abordam-se os grandes conflitos dos nossos dias, desde o êxodo da Síria ao Brexit, que nos são apresentados como manifestações das grandes constantes da natureza humana.

A forma de expressão dos temas é figurativa, mas nela transparece todo um mundo irracional, nascido de associações subconscientes, que ecoa as experiências do surrealismo do pós-guerra.

Estas obras não são assim uma fuga à realidade quotidiana para o mundo da Antiguidade e da fantasia, mas sim um mergulho na mais profunda e intemporal raiz dos conflitos humanos à qual permanecemos fortemente ligados, apesar dos aparentes avanços civilizacionais nos nossos tempos.

A exposição está patente até 21 de janeiro de 2018 e, depois da inauguração, pode ser visitada nos dias úteis, das 14h00 às 20h00, e aos sábados, domingos e feriados, no período 14h30-20h00. A entrada é livre.

A exposição “Persistência do Mito” está integrada nas comemorações do Dia do Município de Sines (1362-2017).

Imagem do topo: “Êxodo Sírio”. Óleo sobre tela

Ana Sousa bate Recorde Nacional Júnior

anasousa_1_980_2500.jpg

A nadadora Ana Sofia Sousa, do Clube de Natação do Litoral Alentejano, é a nova recordista nacional de natação na distância 200 metros livres em piscina curta, escalão junior-16.

Ana Sofia obteve este resultado no Meeting Internacional do Algarve, realizado a 11 e 12 de novembro, em Vila Real de Santo António.

O novo recorde – 2 minutos 01 segundo e 86 centésimos – supera em mais de 2 segundos o anterior recorde nacional.

Foto: CNLA

Indorama: Artlant a 100% em Agosto 2018

artlant2012.jpg

Os tailandeses da Indorama Ventures Public Company Limited  (IVL), que anunciou a aquisição dos activos de ácido tereftálico purificado (PTA, na sigla inglesa) da insolvente Artlant prevê estar a 100% em agosto do próximo ano. A operação em relação ã Artlant envolve ainda a “compra dos activos adjacentes da Artelia Ambiente SA, que tem uma capacidade de 40 MW de cogeração, e fornece a Artlant, que era pertencente aos grupos franceses Dalkia e Veolia. A Indorama, que é cotada na bolsa indicou que a unidade industrial da Artlant irá começar as suas operações no terceiro trimestre de 2018, sendo que irão ser produzidos 700 mil toneladas por ano.  A empresa não revela o valor da aquisicão, e afirma que em relação aos credores, será o administrador judicial a fazer o acerto com os mesmos. Apesar da aquisição ter sido feita pela subsidiária holandesa, é intenção criar uma nacional, sendo que irão existir mais 150 a 175 postos de trabalho com a expansão da unidade.